1/12/2010

ENTREVISTA

Postado por BH INDIE MUSIC


BANDA MAQUILADORA

Qualquer citação anti-machista não cairia bem para falar do som da Maquiladora. É que independente dos gêneros, artistas são homens ou mulheres e ninguém é mais talentoso, por um Y ou X.
Mas quando se trata de uma banda como esta, onde prevalece o bom e agressivo rock, "sem perder a doçura jamais", a gente cai na tentação e tenta explicar: é uma banda de mulheres talentosíssimas.


A guitarrista Thais Naomi foi destaque da coluna ‘Mulheres Guitarristas’ da revista Guitar Player. Andrea comanda o tempo da banda com uma bateria alucinada e super quebrada. Thania explora sua extensão vocal que vai dos agudos aos graves sussurros (êxtase da platéia multigeneris). E, há poucos meses, Henrique (ex-Mentecapto) assumiu o baixo.
Fiquem de olho: essa banda já traçou muita estrada, desde 2007 e não vai passar despercebida do grande público, este ano.





BANDA - Maquiladora
FORMAÇÃO - 2007, Suzano/SP
ESTILO - Rock alternativo
REFERÊNCIAS - Grunge, folk, progressivo, jazz... Enfim: é estranho!
INTEGRANTES - Thania, Thais, Henrique e Andrea
DISCOS - 'Maquiladora', 'Parturition' e 'My Silent Van Gogh'
CUSTO ESTIMADO DO SHOW - R$600,00






Malu Aires entrevista a banda Maquiladora


BH Indie Music, 12 / JAN / 2010


QUANDO E COMO SURGIU A IDÉIA DE MONTAR UMA BANDA SÓ DE MENINAS?
Em fevereiro de 2007, a Thania e eu (Andrea) tivemos a ideia de montar uma banda só de meninas na esperança de mostrar pro mundo machista do rock que as mulheres também são capazes de fazer música de qualidade. Depois de um tempo, a gente se deu conta que não precisava provar mais nada pra ninguém e admitimos um cara na banda.

COMO ESTAVA A CENA INDEPENDENTE NO INTERIOR PAULISTA NAQUELA ÉPOCA? E HOJE?
A cena existia, mas ainda tava em um estágio embrionário. 2007 foi um ano em que muitas bandas legais surgiram no Alto Tietê (Mogi das Cruzes e região). E aí, com o tempo, a cena foi conseguindo força e visibilidade. Hoje em dia, com muito orgulho, Mogi é conhecida como uma cidade núcleo de bandas de qualidade.

COMO O PÚBLICO RESPONDE AO REPERTÓRIO DA BANDA, NA SUA TOTALIDADE EM INGLÊS? 
Geralmente somos super bem recebidos, independente da língua em que a gente cante.

MAQUILADORA, RADIOHEAD... SUGESTIVO ATÉ ONDE? INFLUÊNCIAS?
Quando a banda ainda era só uma ideia, uma das possíveis integrantes sugeriu o nome porque era um som muito louco de uma banda que ela adorava e soava legal... Mesmo ela nunca tendo tocado com a gente, o nome ficou.

UMA BANDA SÓ DE MENINAS ONDE O SEX APPEAL NÃO ENTRA NO JOGO DE CONQUISTA DO PÚBLICO BARBADO, MAS AINDA ASSIM ELES BABAM, COMO VOCÊS DRIBLAM ESSA SITUAÇÃO?
A partir do momento que o Maquiladora sobe no palco, a galera logo se liga que a coisa vai muito além do sex appeal! Rs! A gente nunca teve problema com isso...

MAQUILADORA É UMA BANDA AUTENTICAMENTE INDEPENDENTE. SOM AUTÊNTICO, QUALIDADE MUSICAL ACIMA DE TODA A PROPOSTA DA BANDA... COMO VOCÊS ADMINISTRAM O ANONIMATO E A ESCASSES DE RECURSOS PROPOSTA, HOJE, PELA CENA INDEPENDENTE? 
A gente realmente se desdobra pra criar oportunidades... Mas tudo bem. A gente tá nessa por amor! Até montamos, inspirados em pessoas como você, Malu, um coletivo chamado Bequadro Mostarda (www.bequadromostarda.blogspot.com). O nosso objetivo é organizar uma série de eventos pra bandas autorais que ralam como a gente.

NO MERCADO INDEPENDENTE DE MÚSICA PREVALECE O "FAÇA VOCÊ MESMO". QUAL É A ROTINA DE TRABALHO DA BANDA PARA CONQUISTAR UMA POSIÇÃO DE DESTAQUE EM MEIO A MILHARES DE BANDAS VIRTUAIS?
O Maquila ensaia no mínimo uma vez por semana durante várias e várias horas e, nos ensaios, a gente sempre procura trabalhar algum arranjo enviado por email. Esse é o verdadeiro trabalho duro por trás... No meio tempo, a gente pega firme na divulgação virtual do que tá rolando com a banda, além, é claro, de fazer o corre atrás de novos contatos e datas.

COMO FOI O PROCESSO DE PRODUÇÃO DO ÁLBUM PARTURITION? QUANTAS CÓPIAS ESTÃO NA RUA?

Depois de quase dois anos de banda, compondo e fazendo shows em todo canto, a gente decidiu juntar as nossas melhores composições e gravar no estúdio de um amigo nosso de Mogi das Cruzes. Com a facilidade da Internet, distribuição de CD nunca foi uma preocupação nossa. Nunca paramos pra contar quantos CDs a gente vendeu até hoje! RsS! Mas no fim dos shows, sempre aparece uma galera interessada no nosso material - o que é extremamente gratificante!!

COM A CHEGADA DE MEIOS DE DISTRIBUIÇÃO FONOGRÁFICA INDEPENDENTE, VOCÊS ESTÃO TENDO ALGUM RETORNO DO TRABALHO DE VOCÊS NO EXTERIOR? E AQUI?
Até então, a gente tem se empenhado em mostrar o nosso trabalho por aqui... E não temos do que reclamar! Fora a Internet, o nosso material só é adquirido nos shows, que, aliás, têm sido nosso principal e mais eficiente meio de divulgação da banda.

QUAIS SÃO OS PLANOS DA MAQUILADORA PARA 2010?
Estamos em processo de gravação do novo CD, "My Silent Van Gogh", que será lançado no dia 6/2 no Grito Rock Ipatinga-MG. Além disso, estamos organizando com o Bequadro Mostarda uma série de eventos com o intuito de abrir novas portas não só pra Maquiladora, mas também pruma porção de bandas como a nossa.

QUEM QUISER CONTRATAR A BANDA COMO ENTRAR EM CONTATO COM VOCÊS E QUANTO CUSTA UM SHOW?
Quem quiser contratar o Maquiladora é só entrar em contato com a gente pelo maquiladora_yeah@hotmail.com
Arcando com as dispesas de alimentação, estadia e transporte... Estamos dentro!


5 comentários:

BEQUADRO MOSTARDA disse...

Em nome do Maquiladora e do Bequadro Mostarda, queria citar outras pessoas, além da Malu, que nos serviram de inspiração para o coletivo:

Juliano Jubão (banda Curved, coletivo Pegada - BH)
Alê Jacomo (banda Fellaccios, casa Divina Comédia - Mogi)
Elmo (selo sem sê-lo)
Caio (banda Vício Primavera, Poranduba - ong)
Alê Lima (banda Topsyturvy, Poranduba - ong)
Vanessa Porto (Dj de casas de São Paulo, como Inferno Club, idealizadora e organizadora da festa Sonido)
Thania Daise (banda Maquiladora, coletivo Bequadro Mostarda - Mogi)
José Ronconi (banda Seamus, coletivo Bequadro Mostarda - Mogi - e organizador do Lumiere Fest)
Regis Vernissage (banda Jane Dope, Poranduba - ong - e coletivo Bequadro Mostarda - Mogi)
Henrique Resek (banda Maquiladora e coletivo Bequadro Mostarda - Mogi)
Edilson (cervejaria Óbvio)
Luci (banda Refluxo e Tronco produções)
Fabio Zelenski (jornalista do Café & Vitrolas, baterista das bandas Cor-Séría, Flegma e Netos da Revolução e promoter do Cuba Café)
João (dono do Campus VI)
Heitor (dono da Livraria da Esquina)

... E muitos outros que não lembrei de citar agora... Mas peço desculpas desde já. Minha memória já não é lá essas coisas! RsS!

[Andrea Marques de Carvalho]

BEQUADRO MOSTARDA disse...

DESPESAS! auHauHHHh!

Regis Vernissage disse...

maquiladora é a melhor banda do mundo!

Bififrito disse...

Maquiladora rocks

bequadromostarda disse...

A região de Mogi tem muuuita banda boa!

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More